22.5.10

Ela entrou naquela lojinha que a alguns anos entrara ali com um humor totalmente diferente , aliás tudo era totalmente diferente ao que era hoje . Balançou a cabeça em forma de reprovação a aquele pensamento e entrou com passos decididos naquele lugar . Reconheceu logo de cara aquele atendente , percebeu que ele também a reconheceu e percebeu também que ele havia reconhecido os sentimentos que passavam por aquele rosto e logo descobriu o que ela veio fazer ali .
 _ Bom dia , em que posso lhe ajudar ? - disse o atendente com todo o respeito e alegria que pode , não era acostumado a aquilo , mais nesses casos tentava de toda forma ajudar .
 _ Quero apagá-la - disse ela em uma voz monótona , como si já tivesse treinado aquela fala na frente do espelho por horas e agora só estava a repeti-la .
 - Tens certeza . Naquela época você parecia tão feliz e decid...
 _ Sim , tenho toda certeza do mundo . E si não for muito difícil quero que seja rápido tudo isso , quanto mais rápido acabar , melhor - disse ela o interrompendo em uma forma de "acabamos com o tricotamento , vamos ao que interessa "
 Ele a acompanhou e a mostrou uma cadeira que deveria si sentar . Ela não viu o porque daquilo , si lembrava exatamente daquele lugar , exatamente como era tudo e exatamente quem a acompanhava naquele dia .
 _ E qual você quer por no lugar dela ? - disse um outro rapaz que pertencia aquela parte da loja .
 _ Qualquer coisa , pode ser uma borboleta , um dragão , um cisne , uma estrela , qualquer coisa . Qualquer coisa que tire definitivamente o nome desse que já não tem mais direito de estar marcado em mim - nesse instante não si conteve , lembrou exatamente daquele dia nessa mesma lojinha , tudo passou por ela como um filme , viu os dois tão felizes entrando abraços naquele lugar , de irem até aquela sala e de estarem de mãos dadas e sorrindo como dois bobos , lembrou do nervosismo que ela sentiu logo que sentou naquela cadeira e de como ele apertou forte e carinhosamente em sua mão e disse " está tudo bem , estou aqui " . Ela despertou daquilo tudo com a dor que sentiu da agulha penetrando em sua pele , viu que estava a chorar , limpou as lágrimas e disse ao tatuador .
 _ Pode fazer com que eu sinta muita dor , quero me lembrar de mais essa que ele me fez sentir e quem sabe , eu aprenda alguma coisa .

4 comentários:

  1. ooooooooun ; que coisa mais linda !
    é o amor ♪

    :*

    ResponderExcluir
  2. Que meigo!
    Pena que além da dor do coração, haverá ainda a da tatuagem. Mas parece que ela realmente precisa dessa dor pra parar de querer o ex-amor..

    Tou seguindo!

    Bjos.

    ResponderExcluir
  3. Fofo, fofo...
    Me fez lembrar algo...

    Bjs

    ResponderExcluir