8.3.11

Move on IV

 O chão de Ben de repente se perdeu, tudo ao seu redor girava e teve de se sentar ao ouvir a noticia que aquele senhor todo de branco o havia lhe dado, um senhor desconhecido mas que ele jamais o esqueceria:
 _ Tem certeza senhor? - disse Ben ainda não acreditando no que aquele dia havia si transformado.
 _ Infelizmente, sim senhor, eu lamento - o médico partiu, Ben abaixou a cabeça e tentou se recuperar, se levantou, teria que enfrentar a realidade.
 No quarto os unicos barulhos que se ouviam eram as gotas do soro que caiam um por vez e o barulho que o aparelho reproduzia de acordo com a freqüência cardíaca. O corpo de Elle estava sobre a cama de hospital mas em seus sonhos ela estava em um lugar bem distante. Era verão e um rapaz estava em cima dela, por um instante ela o encarou, olhos azuis bem claros, cabelos negros bagunçados e um sorriso lindo que agora lhe aparecia bem a frente:
 _ Não quero estragar sei lá, esse momento, de pura diversão mais devo lhe lembrar que está encima de mim - ela o encara e ele continua imóvel - e eu não gosto disso - ela a empurra.
 _ O desculpe madame, mais sabe eu adoro ficar em cima das pessoas, é um hobbe sabe, já ganhei até alguns prêmios por isso - ele se levanta - eu lhe vi e disse, nossa tenho que cair em cima dela - ele lhe oferece  para ajuda-la a se levantar.
 _ Além de inconveniente ainda é engraçadinho, ilário, o cara perfeito - ela empurra sua mão e si levanta sozinha - olha isso, estragou completamente o meu jeans.
 _ A qual é, isso é super fácil de si limpar é só - ele si inclina para limpar, ela lhe fuzila com o olhar e ele para no meio do caminho - dar umas batidinhas.
 _ Nossa você é mais perfeito do que eu pensei, inconveniente, engraçadinho e lavador de jeans, nossa já quero casar - ela começa a andar.
 _ Ei, espere ai - ele sai atrás dela - a qual é, olhe para mim, sou irresistível - ele para e faz uma pose.
 _ Aham, tchau - começa a andar de novo, Ben corre e si poem na sua frente.
 _ Tudo bem, começamos de um modo errado, sou Ben - ele oferece a mão - aquilo foi sem querer e gostaria de me desculpar - ele a olha.
 _ Tudo bem .. sou Elle - ela aperta sua mão - e como vai se desculpar? - ele a puxa e começa a andar.
 _ Aguarde - ele faz cara de mistério - e olha eu sou sim irresistível ok - Elle lhe olha - sou sim. De repente a imagen de Ben some e uma luz forte a atinge, Elle desperta:
 _ Hei querida - Ben está bem em sua frente e lhe da um sorriso fraco.
 _ O que foi? Porque está com essa cara? Eu estou bem, eu - ela começa a se tocar - a algo errado comigo?
_ Não querida, acalme-se - Ben tenta lhe acalmar.
 _Não, quero saber - Elle tenta se levantar e para no mesmo instante, ela olha rapidamente para Ben, ele abaixa a cabeça - Minhas pernas Ben, minhas pernas - ela grita.

9 comentários:

  1. OBRIGADAA :) Também tens 17 *.* ??
    Lindoo *.*

    ResponderExcluir
  2. Está ficando cada vez melhor.
    Essa linha de raciocínio tempestuoso e intrigante convence mesmo.

    Quando teremos a outra parte?

    ResponderExcluir
  3. Avisa quando for os teus aninhos *.*!

    ResponderExcluir