7.6.12

 São tempos de novos amigos, novos enredos, novas histórias. Trilho agora caminhos novos, que jamais pensei em percorrer e olha que alegria, nem sinto saudades dos trilhos enferrujados e cansativos de outrora. A paisagem aqui é mais palpável, o ar é mais fresco, os olhos são mais acolhedores. Não me importo com os cochichos e os pigarros de desaprovação, na verdade eu não me importo com mais nada. Cansei de muralhas de concreto, arvores de plastico e pessoas de metal, o "clichegismo" não me intoxica mais. Que se solte os cachos, se libere as tinturas, que se abrace os sorrisos. Eu não sei se é a menina que está se transformando em mulher ou a mulher que está voltando a ser menina, só sei que estou gostando de ser assim, um pouco mais mundo, um pouco mais real.

5 comentários:

  1. Temos que se importar com nós mesmas e esquecer a necessidade de aprovação dos outros... Amei

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. É sempre bom passar por aqui e refletir um pouco.

    ResponderExcluir
  4. Quando se decide respirar o verdadeiro ar do mundo, atravessar para o outro lado da fronteira emocional, se dar uma chance aos poderes mágicos de uma novidade, certamente você coloca o sorriso como prefeito da sua vida.

    Você está apenas marcando um encontro com o seu melhor futuro. E nele, menina e mulher dançam a mesma música.

    ResponderExcluir